O Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou decisão contra pedido de direito de resposta de Andréa Neves, irmã de Aécio Neves, por matéria publicada na Veja em 2017 com informações de que opera contas de titularidade do irmão em Nova Iorque. De acordo com os advogado da editora e da Fidalgo Advogados, a decisão é de grande relevância para a atividade jornalística e também para o entendimento do instituto do direito de respostas. A sentença favorável à revista afirma que “em se tratando de investigação com objetivo de desmascarar esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro importa anotar que quem disse sucumbe diante da veracidade ou da verossimilhança do que se disse”.